terça-feira, 20 de março de 2012

Expedição El Calafate / Ushuaia - Rio Grande a Tolhuim

Achei Rio Grande uma merda, o hotel ruim, mas o café foi o segundo melhor.
Pelo menos podia repetir oa pães e sucos. Nos outros, era só uma ou duas fatias pra cada e só, nada de fartura igual no Brasil.
Nós pegamos a saída normal, pela BR.
Existe outra saída, mas o cara da informação turística não aconselhou ir por lá, ou melhor, falou que não sabia desse trecho.
Bom seguimos, com vento contra uns 10km.
Meu, é muito vento.
Pelo gps, eu com um zoom elevado só esperando chegar a curvona, onde mudaríamos o sentido e pegaríamos o vento a favor.
Dito e feito, agora de vento em popa, o ritmo melhorou.
A paisagem já começa a mudar, verdes aparecendo.
A estrada é muito boa, mas sem acostamento.
Eu fico imaginando como deve ser frio no inverno, pois, era verão, e tava um frio do cacete.
Umas duas paradas no trecho para reagrupar e comer.
Uns brasileiros (mineiros), pararam com o Daniel e deram farinha pra ele, ehehehehe.
Tirando a saída de Rio Grande, nós fizemos o trecho relativamente rápido, chegando cedo em Tolhuim.
Até poderíamos proceguir, mas decidimos ficar, sábia decisão.
Tolhuim é tipo uma vila, bem pequena, mas muito agradável.
Tem uma padaria show de bola, onde o cara oferece um quarto para cicloturistas.
Decidimos optar por uma pousada. Andamos pela cidade e nada.
Fomos ao centro de informações turísticas, estava fechado, mas alguns impressos para fora e em português.
Pegamos algumas opções de hospedagem e fomos atrás. Tudo fechado.
Pra frente de Tolhuim uns 20 / 30 km, tem um lago muito legal, onde ficam as pousadas mais caras.
Fomos ao posto de gasolina atrás de informação.
Eles indicaram uma pousada onde o Rafael foi ver.
Fui com o Lyra na padaria ligar para ver preços de hospedagens. Tudo bem caro.
Nos encontramos no posto novamente.
Ficamos numas cabanas muito massa. Local muito agradável e com Wi fi, é claro.
Devidamente alojados, banho quente, roupa lavada, fomos pro rango.
Meu, que surpresa boa, o mehor bife de churizo da viagem, alto e sangrando, estilo vampirão, um luxo.
Pança cheia, compramos uns vinhos e coca, muita coca cola, e ficamos assistindo as fotos que ligamos na tv.
Um segredo para essas viagens de bike, é não criar expectativas sobre um lugar, um restaurante uma cidade.
Eu não esperava que fosse tão bom o lugar, a cidadezinha e o rango.
Dia extremamente agradável, onde tudo deu certo.

Seguem as chapas do dia:


mooooooooove

Um comentário:

  1. HA HA HA a kara do kachorrão tá ótima.

    show de fotos...

    JOPZ

    ResponderExcluir